Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

vinho tinto

vinho tinto

15
Abr16

avc-r

Algo de céu. Uma unicidade. Sempre que ela falava parecia-me que a voz ficava suspensa no ar e me abraçava num terno envolver. Sorri:

- Olá. É o José Carlos. É meu primo.

- Olá. E olá, José. Não sabia que era teu primo, mas já o tinha visto ontem.

- Olá, Dalila.

- Como é que sabes o meu nome? Não respondas, não respondas. – Perguntou e respondeu num só fôlego.

céu

 

14
Abr16

...

dou-te o orvalho

para que o uses no peito

e estrelas

para que te aqueçam as pernas

 

dou-te o vento

e o corpo

maresia

e mar

 

areia

dunas

e gemidos

 

árvores

florestas

e toques

orvalho

 

14
Abr16

...

sonho dos lírios

caminho das rosas

 

pauta das ondas

fogo da praia

laranja sobre o mar

branco sobre o céu

 

és silhueta transparente nos jardins do sangue

renovada esperança circular do corpo

lençóis sedentos da lua

geometria silente de noites que não acabam nunca

 

no teu sorriso noturno sobram palavras e versos

e ao teu corpo falta a sombra

 

dos teus olhos vejo cair a rigidez das consoantes e a serenidade das vogais

o vibrante rigor das letras bem colocadas

Lírios

 

13
Abr16

diário

os teus dedos:

a luz mais clara,

matinais, de água.

fontes de aves.

 

não os receio:

respiro,

toco,

desejo.

 

transparentes navios,

onde cabem os sonhos.

navegam águas paradas

como gazelas em busca.

dedo

 

12
Abr16

...

10464072_1484773198434780_4279045563078934860_n.jp

 

12
Abr16

diário

amo o teu rumoroso aroma a fonte

a forma delicada da tua voz

a misteriosa suavidade da tua pele

o puro ardor das tuas mãos nas minhas

 

para ti posso ser água ou fogo

ser a lentidão dos amantes ou

a brevidade do grito

na leve resistência do sangue

 

serei a seiva que te arde nas veias

um animal sem sombra no teu ventre

carne do teu ilustre anseio

 

serei gazela flutuante

ou a intimidade do linho

no corpo de uma serpente

fonte

 

12
Abr16

...

o marulhar do sol

e o calor do mar

embelezam as ostras.

 

*

 

flores murcham no mar e

na claridade

da palavra.

 

*

 

sem pássaros no mar,

é difícil

respirar junto de água.

ostra gigante

 

12
Abr16

...

10452452_1484762378435862_8641973969142100429_n.jp

 

11
Abr16

diário

para o teu corpo me volto

no grito

para os teus olhos

para a tua carne

orgasmo de sangue

máscara

preto

sexo

s.png

 

10
Abr16

diário

sei não ser medo o que sinto

embora o aperto do infinito me provoque

não é porque não desejo fugir ao mar

não é porque finalmente crescem flores

 

não é medo porque os dedos amam

sempre que penetram as fontes

e o vazio sabe ao aroma da tua pele

 

provavelmente são deserto ou suspensão

os cabazes e as caixas de vidro partido

vidro partido

 

lfdsa


Subscreva o
"Poema Semanal"

E receba gratuitamente uma cópia em PDF do meu livro «Muros e Amor»

* indica que o campo é obrigatório
Email *
Primeiro Nome
Último Nome

Sigam-me

lfdsa

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2007
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2006
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2005
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D
  222. 2004
  223. J
  224. F
  225. M
  226. A
  227. M
  228. J
  229. J
  230. A
  231. S
  232. O
  233. N
  234. D
  235. 2003
  236. J
  237. F
  238. M
  239. A
  240. M
  241. J
  242. J
  243. A
  244. S
  245. O
  246. N
  247. D
  248. 2002
  249. J
  250. F
  251. M
  252. A
  253. M
  254. J
  255. J
  256. A
  257. S
  258. O
  259. N
  260. D
lfdsa

Arquivo Temático


AVC-R
AVC Do Amor
Diário
Música
Prosa
lfdsa

Links

blogs

cinema

editoras

jornais & TV

poesia

revistas

outros

sugestões

  • Mandem as vossas sugestões para luisfdsabreu@gmail.com. Obrigado!
lfdsa

subscrever feeds