Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

vinho tinto

vinho tinto

30
Set12

...

amo-te mais

que ao mar

 

ass: pescador de amor

29
Set12

Ainda vou ser presidente

como se n bastasse chamar ignorantes aos + ricos do país, Borges disse q se fossem alunos dele n passavam do 1º ano. convém lembrar a esse sr., q é por causa dos alunos dele, pelo menos de alguns, q o mundo está assim.

29
Set12

...

Princesa,

 

o silêncio cruza o audível dentro do manto enfeitado pelas dez mil estrelas e eu permaneço imóvel dentro deste cesto de teias. diz-me, outra vez, que o infinito é mais pequeno que eu.

28
Set12

...

Meu amor,

 

sabes porque te escrevo tantas vezes? porque sempre que o faço, ambos somos obrigados a tocar no papel e eu gosto de imaginar que nesses momentos cruzamos as mãos e passeamos juntos. sempre que te escrevo passeio contigo e é por isso que o faço muitas vezes.

27
Set12

...

Amor,

 

bem sei que vim para salvar vidas, mas já não acredito que matar possa servir para salvar alguém. É o que mais faço. Ainda hoje o fiz. Entrei numa cidade e as minhas balas fizeram o resto. Tantas pessoas mortas. Tanto sangue. Que posso eu ter salvo?

27
Set12

...

Meu amor,

 

lembras-te de me teres  prometido que não me deixarias esquecer porque vim? Pois bem, estou aqui para cobrar essa promessa. Toda esta morte obrigou-me a esquecer o que estou aqui a fazer.

26
Set12

a rosa do mundo

Quem sonhou que a beleza passa como um sonho?

Por estes lábios vermelhos, com todo o seu magoado orgulho,

Tão magoados que nem o prodígio os pode alcançar,

Tróia desvaneceu-se em alta chama fúnebre,

E morreram os filhos de Usna.


Nós passamos e passa o trabalho do mundo:

Entre humanas almas, que se agitam e quebram

Como as pálidas águas em seu fluxo invernal,

Sob as estrelas que passam, sob a espuma do céu,

Vive este solitário rosto.


Inclinai-vos, arcanjos, em vossa incerta morada:

Antes de vós, ou de qualquer palpitante coração,

Fatigado e gentil alguém esperava junto ao seu trono;

Ele fez do mundo um caminho de erva

Para os seus errantes pés.





w. b. yeats

a rosa do mundo 2001 poemas para o futuro

tradução de josé agostinho baptista

assírio & alvim

2001

24
Set12

...

Meu amor,

 

aqui, onde estou, não chove há muito. Toda esta seca me lembra da humidade nos teus lábios quando me beijas. Quando a tua ternura me afoga. Ainda há pouco te vi, mas já sinto a tua falta. Pouco, é só uma forma de dizer. Cada segundo sem ti, sem os teus braços na minha cintura, é muito tempo. Vou dormir para chegares depressa.

 

Para sempre teu,

Carlos

23
Set12

...

Meu amor,

 

estou cada vez mais empenhado em limpar da face o fumo e o sangue que lá deixaram. Nas florestas o vento corre sozinho entre os troncos envelhecidos de árvores muito antigas, mas no meu corpo vem com cacos de vidro como companhia. É o teu sorriso que me resguarda desse vento. Estou cada vez mais empenhado em fazer desse vento oleoso uma brisa simples e fresca a soprar-me infinitamente na face.

Para sempre teu,

Carlos

23
Set12

...

Meu amor,

 

lembro, com incrível nitidez, o primeiro momento em que te vi. Encostada ao vidro do balcão que chegou a ser nosso dias mais tarde. Jamais, aconteça o que acontecer, esquecerei o calor que fazia nos teus olhos e a forma solene como a luz iluminava o dourado da tua pele. Não me lembro da data, nem o que vestíamos, mas lembro-me bem das flores brancas no teu sorriso e da forma descompassada do meu coração bater sempre que os meus olhos se cruzavam com os teus. Se não me doesse tanto a mão, poderia descrever eternamente a beleza naquele momento.

 

Para sempre teu,

Carlos

Pág. 1/3

lfdsa


Subscreva o
"Poema Semanal"

E receba gratuitamente uma cópia em PDF do meu livro «Muros e Amor»

* indica que o campo é obrigatório
Email *
Primeiro Nome
Último Nome

Sigam-me

lfdsa

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2006
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2005
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2004
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2003
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2002
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
lfdsa

Arquivo Temático


AVC-R
AVC Do Amor
Diário
Música
Prosa
lfdsa

Links

blogs

cinema

editoras

jornais & TV

poesia

revistas

outros

sugestões

  • Mandem as vossas sugestões para luisfdsabreu@gmail.com. Obrigado!
lfdsa

subscrever feeds