Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

vinho tinto

vinho tinto

01
Ago11

agosto 2011

a memória que tenho tua
é boa demais
para escrever um poema
31-8
 
 
se te fechares num armário de pedra
aproveita
e leva contigo
o teu cheiro
que não o aguento mais
30-8

 

a próxima caravela,
tal como eu,
dispensa apresentações

28-8

 

o corpo de uma mulher é para
se saborear como
se saboreiam as cerejas

28-8

 


o infinito escorre-me devagar entre os dedos
em minha casa tenho um canto só meu

27-8

 


uma criança perdida numa grande cidade
é como um pequeno rato num
esgoto imenso

27-8

 


estou muito apertado
aqui sentado
neste lugar
de pedra
e pântanos

27-8

 


vou num comboio de  água
para as ruínas de uma cidade antiga
com colunas de carne
no lugar das pernas
e martelos de manteiga nas mãos

não há como fugir do inevitável infinito

27-8

 

se eu tivesse vivido
mais tempo,
tinha acabado
este poema

27-8

 

sou um pássaro, verdadeiro,
mas sem asas e sem bico
deitado num ninho de facas
e espinhos grossos
com neve no peito
e unhas na ponta das penas

26-8



escavar invernos na sombra
ter medo de rodas gigantes
esse é o destino dos poetas

25-8

 


tenho ervas daninhas no lugar dos dedos

24-8

 

se pintassem o teu sorriso em todas as árvores
deixaria de haver incêndios

24-8



tenho asas
na cara
a fazer lembrar
relógios dobrados,
silentes.

24-8


acredito
imensamente
na nudez
das palavras.
o silêncio,
também pode ser
um grande poema?

23-8



há sempre os vossos vestígios
nos meus dedos
quando escrevo um poema

23-8


há uma claridade perfeita no teu corpo
que ofusca o mundo todo

22-8

têm que ser coisas pequenas  que isto  custa

18-8

 


plutão já não é um planeta
é uma bicicleta enferrujada
ou um cão
que se corre à pedrada

18-8
 

o tempo abraça-o de improviso
e ele chora muito
numa mesa de café muito queimada

17-8
 

sentei-me de improviso num afiado muro de pedra
para escrever um poema,
mas a folha permaneceu virgem demasiado tempo
e eu levantei-me

17-8



 

que pausa me pousou no peito

17-8
 


estou dobrado como ervas à beira lago
insectos desfocados saltitam em silêncio
na superfície da água

de olhos vazios espelhados na água
olho o meu reflexo,
mas não me vejo.

16-8

 


estou só a ver se ainda sei escrever

15-8

lfdsa


Subscreva o
"Poema Semanal"

E receba gratuitamente uma cópia em PDF do meu livro «Muros e Amor»

* indica que o campo é obrigatório
Email *
Primeiro Nome
Último Nome

Sigam-me

lfdsa

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2006
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2005
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2004
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2003
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2002
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
lfdsa

Arquivo Temático


AVC-R
AVC Do Amor
Diário
Música
Prosa
lfdsa

Links

blogs

cinema

editoras

jornais & TV

poesia

revistas

outros

sugestões

  • Mandem as vossas sugestões para luisfdsabreu@gmail.com. Obrigado!
lfdsa

subscrever feeds